Fotos Turma 2010

Turma Fotografia 2010


Visualizar Fotografia 2010 em um mapa maior
Fotos Turma 2011

Turma Fotografia 2011


Visualizar Fotografia 2011 em um mapa maior

Turma Fotografia 2012

Fotos turma de 2012

Turma Fotografia 2012


Visualizar Fotografia 2012 em um mapa maior

Fotos turma de 2014

Fotos turma de 2014

Turma Fotografia 2014


View Fotografia 2014 in a larger map

Fotos turma de 2015

Fotos turma de 2015

Turma Fotografia 2015


Visualizar Fotografia 2015 em um mapa maior

Fotos turma 2016

Fotos turma 2016

Fotos turma 2016


Visualizar Fotografia 2015 em um mapa maior

Fotos Turma 2017


Visualizar Fotografia 2015 em um mapa maior

Fotografia e exercício na cidade

Este é o portfólio coletivo da Disciplina fotografia I, do Curso de Artes Visuais- Licenciatura e Bacharelado da Universidade do Rio Grande. Ele ainda se encontra em fase de elaboração, definição de seus objetivos e especialmente da sua 'personalidade'... Entretanto e apesar dessas imprecisões se pretende que ele seja um portfólio em continua construção e que possa ser constituido ad infinitum pelas sucessivas turmas de fotografia porque assim ele poderá constitui-se em um mapeamento tanto das atividades da disciplina quanto um mapeamento visual da cidade do Rio Grande: uma cartografia mais precisamente.

De momento nele se encontra parte dos resultados práticos das atividades desenvolvidas no primeiro semestre de 2010 e 2011. Tais atividades tiveram como propósito concatenar: o reconhecimento dos equipamentos fotográficos e de seus acessórios; exercitar os conhecimento fotográficos técnicos e de criação trabalhados durante os encontros, e especialmente dar inicio a um projeto coletivo de criação de um Mapa estético, geográfico, político, ético e estético visual da cidade do Rio Grande.

A disciplina Fotografia I, de caráter semestral, tem como objetivo proporcionar condições para que o estudante:

- Tenha acesso, através de leituras, discussões e imagens, à história e aos fundamentos da fotografia digital, bem como evolução de suas possibilidades técnicas;

- Desenvolva a prática fotográfica, através estudos teórico-práticos e da análise de imagens históricas e contemporâneas;

- Reconheça os princípios básicos da prática fotográfica digital;

- Desenvolva a prática fotográfica digital com vistas a criação.

Para o desenvolvimento do programa proposto definiu-se um tema geral assim colocado:

A cidade, as pessoas que nela moram, os artefatos que a compõe, os jogos de relações entre todos os elementos.

Objetivo: conhecer e dar visibilidade a cidade. Proposta de criação de um site/blog com o material produzido durante o semestre: um portfólio coletivo e ao mesmo tempo um mapa imagético da cidade a partir da visão/percepção e interesses do grupo.

A iniciativa de trabalhar com a cidade, em sua abrangência material e afetiva, tem origem em um conjunto de atividades de pesquisa desenvolvidas desde 1996, pela professora responsável pela disciplina, entre os quais se incluem o projeto denominado ‘configurações Urbanas’ (iniciado no ano de 1996 e que resultou em Catálogo dos elementos urbanos em extinção); ‘ A paisagem fotográfica dos trajetos cotidianos’ (iniciado em 1996 como projeto de mestrado na Universidade Federal do Rio Grande do Sul’) e o projeto ‘Memória in vitro’ (também iniciado em 1996, ainda em vigência e que trata de um acervo histórico referente a documentação da construção do molhes da barra do Rio Grande).

Iniciativas estas todas relacionadas com o lugar de pertencimento e ou de passagem, e ambas situações que, de uma maneira ou de outra se relacionam e são os estofo para a existência, convivência e mesmo solidão dos transeuntes e habitantes das cidades.

Compartilhar com os acadêmicos esta proposta significou convidá-los a participar desta diversificada reflexão, assim como, estimulá-los a refletir e interagir com o espaço sobre o qual atuam, vivem, constroem suas existências, e assim, estimulá-los a serem partícipes e conscientes de que, seja por omissão ou participação, somos sempre autores dos acontecimentos e da construções históricas...

E se o espaço se altera pelas nossas ações (conscientes ou não, com participação ou omissão), que então com ele nos relacionemos cientes de que o fazemos é sempre uma autoria.

Deambular pela cidade é uma forma de conhecer, conhecer é uma maneira de envolver-se, envolver-se é participar... e a partir disto, cada um pode escolher o que fazer em relação ao espaço aonde vive.

Teresa Lenzi

Julho 2010